domingo, 16 de setembro de 2012

Professor (Davi Salles 16/09/2012) Porque será que rima com amor? A sina de se doar, de ser uma referencia o norte de um caminhar. Um orientador, um divisor de águas na existência de quem aprende. Que arte mais bela de lecionar Pena que poucos entendem e insistem em não valorizar Esse exercício de paciência. seja geografia ciências Existe uma química. uma matemática uma filosofia didática Para essa doutrina enfática. Uma luta pela educação a cada dia O professor nasce com o seu destino de educar É um maestro com o giz e um quadro negro Essa missão de tanta dedicação nem chamaria de emprego É uma relação onde à troca e a atenção se devota Doação às vezes transcende E migra para o âmbito do amor e a da paixão O elemento preponderante a admiração O conhecimento que encanta cativa É o que liberta da ignorância que nos escraviza Quem poderá apagar da memória sua alfabetização As primeiras letrinhas no papal com uma professora a segurar a sua mão A sabatina, arguição o sorriso aberto de sua satisfação. Professor corpo docente. cabeça de gente gigantes da mente Pilar dos destinos, divinos. Abrindo caminhos de homens mulheres Meninas e meninos

domingo, 2 de setembro de 2012

amor não é cego Davi salles ( 02/09/1966) O amor não é cego quem muitas vezes diz que ama perde a visão O amor não surdo o ser que pensa que esta amando Não escuta a voz do seu coração O Amor não dói, o que faz sangrar são palavras proferidas sem cunho de exatidão. O Amor constrói, mas a insegurança e falta de razão o sucumbi. O levando a ruínas ao chão O amor é tão simples quem complica é quem não percebe que os atos correspondem aos fatos falam mais que satisfação ou que mil palavras sem emoção O cuidar o apoiar é o que indica e sinaliza que quem cuida te ama Amar é perceber que você fora escolhido Que você é mais forte do que o que esta escondido O Amor não tem formula é uma alquimia variável Cada um tem sua historia. os momentos de gloria Que ficam na memória Quem ama deve ter autoestima elevada deveria saber que você É o alvo de quem te amina, de quem te coloca pra cima. O Amor não é um museu de antiguidades Onde o passado permeia e turva o brilho de uma relação É um pacote de novidades 0 Amor é pra quem se ama é pra quem se acha e não se perde Nas tentativas alheias de destruir o seu alicerce suas colunas Com a inveja falsos testemunhos e calunias O amor não tem uma linguagem universal Não tem dialeto são quatro letrinhas do alfabeto com um poder colossal Que ilumina uma alma uma vida, um pais mundo inteiro. O Amor é agora é hoje nesse segundo Quer-se Amar se ame se acha Tem de se encontrar primeiro