segunda-feira, 1 de outubro de 2012

amor é isso (Davi Salles ) Quando vejo uma peça de roupa numa vitrine Vejo meu amor vestido nela Quando o sol nasce logo abro minha janela Vejo a vida iluminada eu já estou pensando nela Quando penso no prazer, é ela que eu quero ter. Seu beijo o jeito, o cheiro o gosto que me faz viver. Quando pego o violão é pra ela que faço uma canção Tenho frases na cabeça vem a melodia a letra Das conversas sobre a mesa . Ou retrato a sua beleza Quando vejo a minha vida como esta e como era Vejo cores tão vibrantes sinto coisas confortantes A tristeza tão é tão distante que nem lembro que ela existe Quando agente ama cuida, não se limita a paixão. Que por vezes é tão breve como uma chuva de verão O amor não é assim não Vêm às tempestades, todas as adversidades. Mas se ele é de verdade tudo isso vai ao chão Quem ama Não se perde no caminho com qualquer ilusão Não perde o foco do olhar não se deixa ludibriar-se Depois dos sacrifícios dos riscos assassinar essa emoção O amor não uma guerra de autoridade de posição O orgulho não pode ser protagonista não cabe Na cena do amor a face da vaidade. Caprichos amar é ter sanidade. para enxergar A verdade, sentir a saudade que arde dói e o peito corroí Entenda que as palavras, no furor da ira. Te coloca numa ilha rodeada de dor ,se tudo isso acontece então o amor acabou se afogou ,morreu no mar do desamor

Nenhum comentário:

Postar um comentário