segunda-feira, 12 de abril de 2010

cidade maravilhosa

Cidade maravilhosa
A cidade maravilhosa esta submersa os tamborins das escolas de samba se calaram
A alegria saiu de cena o sofrimento e a comoção se democratizou
Nesse pavor as duas classes se igualaram a zona sul e a zona norte a mercê da mesma sorte a impotência diante dos fatos pela cidade inteira paira o cheiro da morte a inoperância do poder publico aliada a necessidade de moradias que levam pessoas a edificaram suas casas em lugares onde não jamais deveriam a falta de planejamento urbano. De consciência ecológica gera essa desordem catastrófica mudanças climáticas aquecimento do globo terrestre tem a mão do bicho homem nessa cadeia evolutiva o progresso a qualquer custo se desmata sem escrúpulos ceifando a natureza e o saldo que fica resulta nesse mar de tristeza
Pessoas soterradas um desespero coletivo, gente que perde parentes seus entes bens a dignidade abrigo é um caos generalizado para os que moram nos morros
Os favelados excluídos carentes nas áreas de riscos
Hoje nos bairros nobres a conta bancaria já não é um divisor de águas
Quem sabe não já passou da hora de que tanto tem começarem a dividir também
Se unirem para criarem projetos onde se possa dar moradia digna a quem necessita
Como podemos achar banal ver nossa gente atolada nesse lamaçal perdendo tudo que conquistou com tanto esforço com sacrifício e em segundos uma forte chuva tudo leva transforma seus bens em lixo cenas deprimentes são noticiadas
De leste a oeste do nosso pais e tudo isso é fruto da corrupção da ma gestão porque muitos metem a mão nos recursos destinados a construção
Pois se não se roubassem tanto nessa terra se o desvio de verbas não fosse tão comum não teríamos favelados em lugar nenhum a violência não estaria nesse patamar porque muitos roubam para comer enquanto outros pelo simples prazer para ostentar sua conta alargar e do luxo desfrutar enquanto isso mais u deslizamento
Acontece em outro lagrimas nos rostos de quem seu destino não pode mudar

Nenhum comentário:

Postar um comentário