quinta-feira, 7 de abril de 2011

Moraes Moreira ( Davi Salles )

Troféu Dodô e Osmar
Este Troféu prestou uma homenagem mais que merecida
Um mestre da música brasileira de nome Moraes Moreira,
Compositor de primeira
Nada mais justo para aquele que detém o título de precursor
Dessa música chamada Axé, que ele remodelou e modernizou
Sim, porque, foi ele quem primeiro sua voz colocou
Nos frevos instrumentais, nas marchinhas, afoxés, nos batuques,ijexás
há muitos anos atrás
Nos primórdios dos nossos carnavais
Eu fui testemunha ouvinte e ocular,
Estava lá nas praças com a massa também a me emocionar
Pulava como pipoca, encantado com aquela proposta
De se vocalizar o que, antes só ouvia tocar,
Os auto falantes vibravam e Moraes a versar
Com as guitarras baianas, sem saber que ele estaria ingenuamente e naturalmente
Mudando o curso da historia dos corredores da Lapinha, vitória nessa mistura
Que fez o país inteiro sacudir
Começavam ali tempos de glória, a expressão dos mangues e dos guetos
Viriam a eclodir e o samba e o regue viriam se fundir
Os brancos e negros, cruéis tentadores dessas multidões com cantores
Cantoras, compositores, hoje se manifestam por ti
Fazedor de hinos, fez menina, fez menino
Baluarte da cultura, nenhuma homenagem jamais estará a sua altura, porque
Sua obra não se mensura quão vasta, é também imortal quando ele se for
O seu legado e sua energia permanecerá gerando a alegria
Segundo Moraes, mancha de dendê não sai, fica na alma
É como suas canções nas nossas memórias, como sua poesia que questiona nos acorda só soma e subtrai a tristeza se ela vem
Não nos abandona, o seu toque genial, Moraes Moreira, é uma estrela primeira
Patrimônio e sinônimo de carnaval

Nenhum comentário:

Postar um comentário