quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

presente

Presente

Como um presente assim te denomino
Tenho Essa idéia acordado dormindo
Parece que te esperava, por isso que te encontrei
A paz que nos rodeia, é fruto do nosso amor
É tudo que eu sonhei
Tranqüilo maduro, não fica em cima do muro
Nada mais o freia, Por isso que perdurou

Revela uma alegria que salta aos olhos do mundo
O cupido nos flechou mirou acertou de jeito
O tiro preciso incisivo perfeito,
Sou marco de um novo tempo simbiose de alegria

No inicio a provação, intuía minha missão
Tornar leve seu corpo, sua alma Sua vibração
Um dia sobre o meu teto
Provei todo meu afeto,mostrei que o alem tem força
Não esqueça disso viu moça

O fácil logo se vai , conosco foi algo a mais
ainda é pertinente , o fogo que queima agente
forte é aparente a força que nos ligou.
o toque que nos tocou
No beijo que me beijou, meu corpo por ti chamou.
E hoje ainda te chama , devoro você na cama
Invado seu corpo e mente, penetro viril seu ventre

Seu sexo úmido quente, Volúpia se faz presente
Um clima pornô com classe
bacana esse entrelace gostoso firme arrocho
prazer Exposto em seu rosto

pulsante agüenta firme Minha fome ignorante
que adentra sem bater na porta
Então quando você goza , dispara seus batimentos
Confirma seus sentimentos , e chora em alguns momentos

Devastei sua indecisão, despertei um vulcão.
Que andava adormecido,agora incandescido na eterna erupção
já não esta mais sozinha , agora você é minha
Me disse que em sua vida fui como um furação
Depois de dormir comigo, descobristes a paixão
Intumesce o meu desejo, alegro –me quando te vejo
És hoje toda razão dos meus largos sorrisos
De todos os meus motivos , Presente permitido pelo pai da criação

Nenhum comentário:

Postar um comentário